Ristar (Sega Game Gear)

Voltando às rapidinhas, vamos ficar com mais uma adaptação para a Game Gear de um jogo lançado originalmente na Mega Drive. O original foi um óptimo jogo de plataformas, embora já tenha saído algo tarde no ciclo de vida da Mega Drive, pelo que não teve tanto sucesso como os Sonic que lhe antecederam. Esta versão Game Gear é muito similar a nível de mecânicas à versão 16bit, embora os níveis sejam muito mais simplificados. Ainda assim recomendo uma leitura rápida à versão Mega Drive, pois não me irei alongar muito neste artigo. O meu exemplar veio de um grande bundle comprado a um particular algures em Julho, pelo que o preço unitário ficou bem em conta.

Apenas cartucho

A história e mecânicas de jogo são muito similares à versão 16bit. Ristar consegue esticar os seus longos braços, apanhando inimigos pelo ar e mandar depois uma cabeçada, derrotando-os. Para além disso podemos agarrar plataformas longínquas, para nos ajudar no platforming, bem como subir/descer escadas ou rodopiar em postes, para que depois consigamos sair disparados a alta velocidadee voar temporariamente. Temos também uma série de itens para apanhar, como as estrelas que a cada 100 nos dão uma vida extra, ou outros power ups, escondidos em baús. Estes podem ser itens que nos regenerem a barra de vida, ou mesmo invencibilidade temporária! De resto, tal como na versão Mega Drive vamos percorrer uma série de planetas, cada qual com temáticas diferentes entre si, inclusivamente aquele mundo musical, onde teremos alguns puzzles para resolver.

Ristar herda todas as abilidades da versão original

Graficamente é um jogo muito colorido, embora se notem alguns slowdowns em zonas com mais movimento. Os níveis estão bastante detalhados para uma plataforma 8bit, embora sejam muito mais simplificados quando comparados com a versão 16bit, o que seria expectável. As músicas são agradáveis, mesmo com o chip de som a ser o grande calcanhar de Aquiles da Master System e Game Gear, mas uma vez mais, a versão Mega Drive é superior.

Portanto, este Ristar para a Game Gear é um bom jogo de plataformas, e a Sega conseguiu fazer um scale down bastante competente ao desenvolver esta versão 8bit. Mas ao contrário dos Sonic 1 e Sonic 2, que são inteiramente diferentes das suas versões 16bit, este Ristar acaba por ser uma mera conversão, que por muito mérito que tenha, a versão 16 não deixa de ser largamente superior.

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em Game Gear, SEGA. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.