Space Invaders Extreme (Sony Playstation Portable)

Para celebrar os 30 anos de Space Invaders, um dos jogos mais icónicos e importantes da história dos videojogos, a Taito produziu e lançou este Space Invaders Extreme, originalmente lançado para as portáteis Playstation Portable e Nintendo DS. O meu exemplar foi comprado algures em 2015 se a memória não me falha, veio de uma loja no Porto, quando comprei uma série de jogos novos em new old stock. Ficou-me a cerca de 5€ cada jogo.

Jogo com caixa, manual e papelada

E apesar das mecânicas de jogo serem, na sua base, as mesmas de sempre, aqui foram mesmo levadas ao extremo, deixando o velhinho Space Invaders quase irreconhecível. Continuamos a enfrentar ondas após ondas de aliens de diferentes formas que vão pairando no ecrã e que deveremos destruir antes que aterrem na terra. Para além de que devemos também desviarmo-nos dos seus projécteis e apenas podemos disparar um projéctil de cada vez, sendo que só podemos disparar quando o projéctil anterior atingir o seu alvo ou desaparecer do ecrã. Mas a Taito, como referi acima, decidiu apimentar bastante a sua fórmula e levar as coisas ao extremo, em primeiro lugar pelos visuais bastante psicadélicos e música electrónica a condizer!

O aspecto retro contrasta bastante com todos os backgrounds psicadélicos!

Agora teremos de enfrentar aliens de diferentes cores, tamanhos, formações e padrões de movimento. Alguns dos aliens possuem escudos reflectores, outros multiplicam-se após serem atingidos, ou outros ainda podem sair da sua formação e descer rapidamente para nos atacarem. Mas para apimentar mais as coisas há também muito mais a acontecer. Em cada nível somos convidados a cumprir uma série de objectivos adicionais para ganhar pontos extra, como destruir todos os aliens numa respectiva linha ou coluna, focarmo-nos em destruir apenas os aliens da mesma cor ou tipo. Para além disso, vamos tendo também alguns power ups temporários, como raios laser super poderosos, projécteis explosivos, ou outros que nos ampliam o poder de fogo. Ocasionalmente, vamos vendo alguns discos voadores que atravessam o ecrã a toda velocidade. Destruí-los não só dá direito a pontos extra, mas pode também dar acesso a pequenos bónus como roletas onde podemos ganhar vidas extra ou mini-jogos onde teremos alguns objectivos para cumprir, como eliminar um determinado número de naves alienígenas dentro de um tempo limite. Se conseguirmos vencer esse desafio, o jogo entra no modo Fever, onde durante algum tempo, temos acesso a um power up ainda mais poderoso, capaz de limpar ondas de inimigos muito rapidamente. No final de cada nível temos também um confronto contra um boss!

No final de cada nível esperem sempre por um boss, que terá diferentes estratégias para o derrotar

Depois de derrotar o boss a nossa performance é avaliada e, a partir do segundo nível em diante os níveis vão-se ramificando, mas apenas se a nossa performance for boa o suficiente é que vamos coneseguindo desbloquear os níveis alternativos, pois tipicamente são mais difíceis. Cada playthrough leva-nos ao longo 5 níveis num total de 11 que poderão eventualmente ser desbloqueados. Outros modos de jogo, para além do arcade, temos o Stage Mode onde podemos seleccionar que níveis queremos jogar de forma independente, sendo que apenas podemos escolher os níveis que desbloqueamos anteriormente no modo arcade. E eventualmente desbloqueamos também o EX Mode, que é um conjunto de 5 níveis de dificuldade ainda mais acrescida! Supostamente o jogo tem um suporte a multiplayer local, mas naturalmente não o experimentei.

Do ponto de vista audiovisual, este jogo é um festim! Os ecrãs de fundo estão repletos de animações psicadélicas, acompanhados por música electrónica cheia de energia! As naves inimigas continuam com o seu aspecto retro, embora agora apareçam com diferentes cores, tamanhos e variações e como um todo o jogo é bastante fluído. Mesmo as transições de jogo para as roletas ou os níveis bónus ficaram bem feitas, sem qualquer disrupção do fluxo de jogo.

Às vezes somos levados para desafios bónus onde teremos de derrotar um certo número de aliens num curto intervalo de tempo

Portanto devo dizer que fiquei supreendido por este Space Invaders Extreme pelos twists que implementaram à fórmula do clássico do final da década de 70. O jogo foi lançado originalmente para a PSP e Nintendo DS mas acabou por ser lançado, anos mais tarde, para outros sistemas mais recentes e com uma fidelidade visual ainda mais acutilante. Ainda assim, a versão PSP não deixa de ser uma óptima maneira de matar tempo!

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PSP, Sony com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.