Dr. Mario (Nintendo Entertainment System)

O artigo de hoje é mais uma super rapidinha a um jogo que dispensa apresentações: Dr. Mario para a NES! Foi sem dúvida dos jogos que mais joguei na minha famiclone que tive em miúdo e ainda hoje as suas músicas estão-me na memória! Já cá tinha trazido a sua versão Gameboy, mas com o ecrã monocromático não é a mesma coisa, embora essa versão até tenha sido bem conseguida nesse aspecto. O meu exemplar foi-me oferecido por um amigo algures durante o passado mês de Setembro.

Jogo com a sua sleeve protectora

Tal como tinha referido na versão Gameboy este é um puzzle game daqueles onde caem blocos coloridos e temos de formar linhas horizontais ou verticais de 4 ou mais blocos da mesma cor para os fazer desaparecer. O twist é que os blocos coloridos são comprimidos constituídos por 2 metades tipicamente de cores diferentes (ou não) e na área de jogo já vamos ter uns quantos vírus coloridos por lá espalhados. Podemos rodar as peças livremente e a ideia é, como seria de esperar, a de eliminar todos os vírus ao juntar os tais conjuntos de 4 blocos da mesma cor, com os vírus incluídos. Tal como no Tetris e similares, se deixarmos os comprimidos acumularem-se de forma a que encham a garrafa, é game over. E este é um jogo que podemos jogar sozinhos ou competitivamente contra um amigo, onde o objectivo é de ver quem consegue eliminar todos os vírus da sua área de jogo mais cedo!

Nos níveis de dificuldade mais avançada, um posicionamento inteligente dos comprimidos para adivinhar futuros combos é essencial!

A nível audiovisual é um jogo bastante simples, mas eficaz. As cores dos comprimidos e vírus (azul, vermelho e amarelo) distinguem-se bem entre si, gosto das animações dos vírus dançantes, mas o que leva mesmo o troféu são as músicas. Logo a música título, com a suas melodias simples, mas bem sonantes, e o que dizer da fever ou chill que poderemos ouvir durante o jogo? Das músicas mais memoráveis da NES, sem dúvida alguma.

Portanto este Dr. Mario é um autêntico clássico e a Nintendo sabe-o, até porque tem vindo a ser relançado e receber sequelas ao longo dos anos, embora curiosamente a Nintendo Switch ainda não tenha recebido nenhum novo Dr. Mario até agora. Ainda assim, este original da NES é um jogo super divertido e recomendado!

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em NES, Nintendo. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.