Richard and Alice (PC)

Continuando pelas rapidinhas a jogos de PC, vamos ficar com mais um pequeno jogo de aventura point and click produzido por um estúdio indie. Richard & Alice é um interessante jogo que decorre num futuro pós apocalíptico, onde as alterações climáticas levaram-nos a entrar numa nova idade do gelo, com os humanos a terem de lutar todos os dias para sobreviver nessas condições adversas. O meu exemplar foi comprado algures no ano passado num bundle a um preço bem em conta.

O jogo leva-nos a uma prisão de alta segurança, onde os prisioneiros Richard e Alice estão lá encarcerados. Richard já lá estava sozinho há bastante tempo pelo que até recebeu de bom agrado a notícia de ter uma nova colega de prisão. É enquanto Richard e Alice vão conversando que vamos ficar a conhecer melhor o seu passado, em particular a tocante história de sobrevivência de Alice e o seu pequeno filho Barney de 5 anos.

Richard e Alice estão presos num bunker bastante profundo, mas com todas as comodidades

No que diz respeito às mecânicas de jogo, bom, este é um point and click, onde com o rato poderemos movimentar as personagens e comentar/interagir com outros objectos e personagens. Temos também um sistema de inventário onde poderemos combinar objectos entre si, bem como usá-los nalguns puzzles. O habitual neste tipo de jogos portanto. Só tenho pena é na lentidão com que as personagens se movem de um lado para o outro… Mas é mesmo na narrativa que este Richard & Alice marca pontos. A história está muito bem escrita e repleta de situações difíceis onde para assegurar a sobrevivência, a humanidade e moralidade são muitas vezes postas de lado. E teremos também uns quantos finais diferentes para alcançar, embora nem sempre se perceba muito bem quais os triggers necessários para desbloquear cada final diferente, pelo que é bom se seguirem um guia para esse efeito.

Richard & Alice é um jogo sombrio

Já no que diz respeito aos gráficos, bom, não há outra forma de dizer isto, mas o jogo não tem muito bom aspecto. Eu gosto de jogos com um bom pixel art, mas devo dizer que já vi jogos mais bonitos a serem criados com o RPGMaker. Os cenários são o que ficou pior na minha opinião, mas tal como referi acima, a sua excelente narrativa acaba por superar largamente os visuais mais pobres. No que diz respeito ao som, nada de especial a apontar. As poucas músicas que existem adequam-se bem à atmosfera do jogo.

Portanto devo dizer que até gostei bastante deste Richard & Alice, mesmo que graficamente seja muito fraquinho. A sua narrativa é mesmo muito boa, pelo que recomendo vivamente que o joguem. A Owl Cave fez no ano seguinte o The Charnel House Trilogy que também já estou a jogar e parece-me muito interessante. Um artigo em breve!

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PC com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.