Dragon: The Bruce Lee Story (Sega Mega Drive)

Continuando pelas rapidinhas vamos agora para mais um jogo da Mega Drive. Dragon: The Bruce Lee Story é a adaptação do filme do mesmo nome que seria uma suposta biografia do famosíssimo actor de filmes de artes marciais, que teve um fim de vida trágico, infelizmente. Por acaso nunca vi o filme, mas a Virgin achou que seria boa ideia fazer um videojogo à volta do mesmo e nas consolas 16bit onde o mesmo foi lançado, este é essencialmente um jogo de luta com algumas particularidades. As versões Master System e Game Gear são um beat ‘em up à Streets of Rage, pelo que um dia destes haverei de as trazer cá. O meu exemplar foi comprado no passado mês de Janeiro, tendo vindo num grande bundle de jogos de Mega Drive que tinha comprado a um particular.

Jogo com caixa e manual

Aqui controlamos Bruce Lee ao longo de várias cenas do filme, começando por lutar contra um marinheiro num bar em Hong Kong, cozinheiros num restaurante chinês, entre vários outros bandidos, supostamente sempre de cenas retiradas do filme. Entre cada combate temos também pequenas cutscenes com frases retiradas do filme, mas que nem por isso me esclarecem muito acerca da história em si.

Ao longo do jogo vamos lutar uma série de combates semelhantes aos do filme

Depois se estavam a contar com um clone de Street Fighter, infelizmente enganam-se redondamente, pois possui muitas nuances. Os combates são na sua maioria de 1 contra 1, mas temos pelo menos 2 combates onde teremos de defrontar 2 inimigos em simultâneo. Por outro lado, também podemos jogar o modo história de forma cooperativa com até 3 humanos contra o CPU, mas nem assim as coisas ficam muito mais facilitadas. O inconveniente é que só podemos jogar com Bruce Lee, seja em que vertente multiplayer for, sim, mesmo no versus. Depois as mecânicas de jogo são muito estranhas e este é mesmo daqueles jogos em que convém usar um comando de 6 botões, pois aí até o botão MODE é usado. Basicamente teremos diferentes tipos de socos e pontapés, que por sua vez também são diferentes mediante a distância para os oponentes. Abaixo da barra de vida de Bruce temos uma barra de energia que, à medida em que a formos enchendo e tendo um comando de 6 botões nos permite mudar de estilo de luta, desbloqueando por sua vez alguns golpes especiais, incluindo o uso de nunchakus, que por sua vez vão também gastando essa barra de energia. Mas não é um jogo nada fácil pois a inteligência artificial não dá tréguas mesmo em graus de dificuldade mais baixos. Bloquear ou desviar dos golpes dos nossos oponentes é vital, e o facto de as mecânicas de jogo serem algo estranhas não ajuda nada. Regra geral temos um certo número de tentativas para vencer um combate, e quando as mesmas são esgotadas, somos levados para um confronto contra o boss final (que é muito difícil). Se o vencermos, continuamos a aventura para no fim o defrontar outra vez.

Por vezes temos que defrontar mais que um oponente!

A nível gráfico, não posso dizer que seja um jogo tão bem detalhado quanto o Street Fighter II, mas mesmo assim não me parece mau de todo. A nível de som, para além de umas voice samples um pouco roucas, as músicas não são nada do outro mundo mas cumprem bem o seu papel.

Portanto este Dragon: The Bruce Lee Story parece-me, infelizmente, uma oportunidade perdida de terem feito algo com pés e cabeça. Os controlos demoram tempo a habituar e o facto de a IA não dar tréguas também não ajuda. Para além disso, a decisão de mesmo no multiplayer apenas podermos controlar Bruce não faz muito sentido. Fiquei no entanto muito curioso com a versão Master System devido a esta ser um beat ‘em up. Espero num futuro breve a poder trazer cá.

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em Mega Drive, SEGA com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.