Sherlock Holmes: The Mystery of the Mummy (PC)

Tempo para mais uma rapidinha, indo agora às aventuras gráficas no PC. Produzido pela Frogwares, empresa que acabou por ficar responsável pelo lançamento de jogos baseados no Sherlock Holmes. Este The Mystery of the Mummy foi o primeiro lançamento da saga e é uma aventura gráfica na primeira pessoa, um pouco como os clássicos Myst e Atlantis. O meu exemplar foi comprado há uns anos atrás através de um Humble Bundle que ficou naturalmente muito barato.

Neste jogo Sherlock Holmes recebe o pedido de ajuda de Elizabeth Montecalf, aparentemente sua futura prima por afinidade, para investigar o misterioso desaparecimento do Lord Montecalf, um arqueologista britânico, muito famoso pelas suas expedições em descoberta dos mistérios do Antigo Egipto. Ao explorar a sua casa iremos ver imensos artefactos arqueológicos, resolver puzzles relacionados com a mitologia egípcia e a história a enveredar por várias conspirações diferentes relacionadas com o desaparecimento do dono.

Este é um jogo de aventura na primeira pessoa com cenários pré-renderizados, ou seja, não temos lá muita liberdade de movimento.

No que diz respeito às mecânicas de jogo, estas fazem lembrar jogos como Myst ou Atlantis, na medida em que é uma aventura gráfica na primeira pessoa, onde os cenários são todos pré-renderizados. Podemos olhar livremente em 360º a partir da posição em que estamos, mas apenas nos podemos movimentar nos cenários nas direcções que o jogo permite, algo assinalado com o cursor do rato a mudar de forma sempre que o passamos por uma zona “livre de movimento”. O cursor também muda de forma sempre que passamos o rato por algum objecto que pode ser apanhado, ou outros locais no cenário que podem ser interagidos, onde muitas das vezes teremos de usar algum objecto que tenhamos apanhado antes. Para além disso teremos alguns puzzles também para resolver.

Alguns puzzles ainda nos fazem coçar um pouco a cabeça

Portanto o jogo exige a nossa atenção máxima ao cenário e olhar atentamente em todos os ângulos possíveis, à procura de pistas ou de objectos que sejam mais tarde necessários. Infelizmente visto ser um jogo com cenários pré-renderizados limita-nos muito a liberdade de movimento, mas para quem for fã de jogos do género do Myst já estaria à espera que assim fosse.

A nível técnico é um jogo que envelheceu muito mal. O facto do jogo possuir cenários pré-renderizados não nos permite customizar muito a resolução em que o jogo corre, pelo que convém o correr em modo janela, para não forçar o monitor a mudar para uma baixa resolução (ainda por cima em 4:3!). Os gráficos não envelheceram lá muito bem devido a isto, mas o voice acting também não é grande espingarda. Para além disso, se o correrem num computador recente (com Windows 10 actualizado) também terão muitos problemas de compatibilidade, incluindo o rato que não funciona ou (após uns fixes manhosos) fica a funcionar de forma invertida o que é uma grande chatice. Lá tive de ligar o meu velhinho Pentium 4 para jogar isto em condições!

Ocasionalmente também temos algumas cutscenes em CGI mas essas também não são lá grande obra de arte.

É difícil recomendar este jogo, a não ser que sejam grandes fãs de aventuras na primeira pessoa com mecânicas clássicas do Myst ou Atlantis. Os Sherlock Holmes recentes pareceram-me muito interessantes, daí ter despertado o meu interesse nesta série. Mas este vai ser difícil de digerir, quanto mais não seja pelos seus problemas técnicos em máquinas recentes.

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PC com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.