F-Zero X (Nintendo 64)

Escrever algo sobre este jogo depois de já o ter feito para o F-Zero GX torna-se uma tarefa algo ingrata pois o clássico da Game Cube é uma evolução a todos os níveis deste jogo lançado para a Nintendo 64. Mas vamos lá na mesma! O meu exemplar foi comprado algures em 2015 numa ida à feira da Ladra em Lisboa, veio num bundle de vários jogos em caixa de Nintendo 64 e que me custou algo entre os 2.5€ e 3€ se bem me recordo.

Jogo com caixa, manual e papelada

O F-Zero original foi um dos jogos de lançamento da Super Nintendo e ilustrava da melhor forma um dos efeitos gráficos que a consola era capaz de fazer, o mode 7. Mas claro, para além disso possuia uma jogabilidade frenética e desafiante! Sem contar com os follow ups lançados também para a SNES apenas em solo japonês através do serviço Satellaview, F-Zero X foi a primeira sequela real do primeiro jogo. Desta vez com circuitos inteiramente em 3D, a Nintendo esmerou-se e o jogo evoluiu de uma forma bem interessante, principalmente contando que já tínhamos no mercado outros concorrentes como a série Wipeout ou Hi-Octane da Bullfrog.

Desta vez temos muitas mais novas personagens e naves no universo F-Zero

Vamos começar com os modos de jogo disponíveis. O principal é o Grand Prix, onde poderemos participar em diversos campeonatos com 6 circuitos cada, onde teremos de correr 3 voltas contra 30 oponentes em cada pista. Inicialmente podemos competir em apenas 3 campeonatos (Jack, Queen e King) cuja dificuldade nos circuitos vai aumentando progressivamente. Depois desbloqueamos o campeonato Joker e por fim o campeonato X, este último com 6 pistas geradas aleatoriamente! Nos campeonatos o objectivo é chegar sempre nos primeiros lugares, de forma a amealharmos o máximo de pontos possível para que no fim das 6 corridas sejamos o piloto com mais pontos. Antes de começar cada campeonato, podemos também escolher o grau de dificuldade, que se traduz no nível de agressividade dos nossos 29 oponentes, bem como o número de vidas/naves disponíveis por corrida. Número de vidas? Como assim? Bom, nós temos uma barra de energia que se vai detiorando à medida em que embatemos nas bermas da pista ou sofremos colisões com os adversários. Se essa barra de energia se esgotar, a nave é destruída. Para além disso, há também a hipótese de sermos projectados para fora da pista, pelo que lá se vai mais uma vida.

Jogar contra 29 oponentes sedentos de sangue em circuitos caóticos é um desafio e pêras!

E jogar este F-Zero X em níveis superiores de dificuldade mostra-se mesmo uma tarefa hercúlea pois os oponentes não nos dão tréguas nenhumas. Já achava impressionante este jogo conseguir ter 30 naves em simultâneo no ecrã, então se forem todos bem agressivos, o desafio é bem grande e temos mesmo de conhecer as pistas ao pormenor e tirar proveito da jogabilidade, seja com os drifts em curvas mais apertadas, seja com o uso inteligente dos turbos. Os turbos ficam disponíveis no fim da primeira volta na corrida, mas ao os usarmos vamos esvaziando a nossa barra de energia, pelo que temos mesmo de os usar com cuidado!

Os outros modos de jogo são fáceis de depreender do que se tratam. Temos o Time Attack onde o objectivo é mesmo o de fazer o melhor tempo possível nos circuitos, o Practice onde poderemos treinar a nossa performance nos circuitos, o versus é o modo multiplayer que pode ser jogado com até 4 jogadores em simultâneo. Por fim temos o Death Race que é uma espécie de corrida deathmatch onde o objectivo é o de eliminar todos os adversários.

Infelizmente toda a fluídez do jogo teve um preço, os gráficos tiveram de ser algo sacrificados

No que diz respeito à performance do jogo e seus audiovisuais… bom, em primeiro lugar é notório que este é um jogo bastante fluído e que corre a 60fps. No entanto tudo isso teve como sacrifício os gráficos que não são nada do outro mundo. Os circuitos possuem texturas muito simples e um nevoeiro que disfarça um pouco o pop-in dos cenários e outras imperfeições gráficas. Mas o que é certo é que o jogo possui uma jogabilidade excelente e as velocidades que atingimos são mesmo estonteantes! Por outro lado a banda sonora também se revelou numa excelente surpresa, pois ao contrário de tudo o que esperava da Nintendo, esta banda sonora é toda composta por hard rock/metal para homens de barba rija! Até alguns riffs de thrash e death metal (incluindo vozes guturais) podem aqui ser ouvidos! Espectacular (para o meu gosto, claro)!

Usar os turbos nas alturas certas é uma das chaves para o sucesso!

Portanto, apesar dos sacrifícios gráficos que tiveram de ser feitos em prol da jogabilidade e fluidez de jogo, este F-Zero X é um excelente jogo para a Nintendo 64. Possivelmente o seu melhor racer! No Japão ainda assistimos ao lançamento do F-Zero X Expansion Kit para o interessante add-on Nintendo 64 Disk Drive que nunca saiu fora de terras nipónicas. Esta expansão incluía, entre outros, vários novos circuitos e editores de pistas e naves! De resto, foi com o lançamento do F-Zero GX que a série atingiu o seu clímax, a meu ver: a jogabilidade frenética, os circuitos caóticos e a fluidez de F-Zero X estão ali presentes, mas com uma melhoria gráfica fantástica. Só fica mesmo a perder pela banda sonora que, apesar de ter alguns influências rock e electrónica, está longe do surpreendente heavy metal de F-Zero X.

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em Nintendo, Nintendo 64. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.