The Orange Box (PC) – Parte 3 – Half Life 2: Episode Two

ScreenshotMais uma análise de um jogo de PC? Yup. Mas à partida a próxima será um “c-c-c-combo breaker”. Talvez queiram dar uma olhada as análises que fiz anteriormente a outros 2 jogos da Orange Box, o Half Life 2 e a sua expansão Episode One. Tal como no último artigo desta colectânea, este post também será algo curto pois o jogo a maioria das características dos anteriores. A história mais uma vez começa imediatamente após o final de Episode One, ainda no rescaldo do escape de City 17 e a procura da base rebelde onde todos os outros NPCs “bons” como Eli Vance ou o Dr. Kleiner. Desde cedo somos apresentados aos “hunters” um novo inimigo Combine verdadeiramente letal que nos irá dar várias dores de cabeça ao longo do jogo. Enquanto que no Episode One foi dado um maior foco à cooperação entre o jogador Gordon Freeman e a companheira Alyx Vance, aqui a cooperação existe mas em menor grau, até porque, por razões que prefiro não comentar, a Alyx está indisponível numa boa parte do jogo. Mas também cooperamos com a raça Vortigaunt, que mostram aqui as suas aptidões para combate e também suporte médico.

screenshot

O misterioso G-Man volta a fazer uma aparição neste jogo

O progresso do jogo é o típico Half-Life, com cenários lineares mas porém com um grande foco na sua exploração e a resolução de vários puzzles. Como sempre os puzzles são de vários tipos e geralmente estão bem pensados. O jogo tem um bom equilíbrio entre momentos mais calmos onde temos de pensar um pouco para resolver uma ou outra alhada e momentos repletos de acção cheios de inimigos por todo o lado a despejar chumbo nas personagens da Resistência. A condução de veículos regressa, novamente com vários puzzles intermédios e outras novidades como um radar que indica esconderijos de munições e equipamento médico, entre outros que também prefiro não revelar.

A engine de Half Life 2 já tem uns aninhos, mas neste Episode Two existem várias melhorias notáveis. As personagens e inimigos estão mais detalhadas, com texturas melhores e movimentos/expressões faciais mais realistas. Os gráficos no geral estão um patamar acima, com melhores efeitos de luz, e como já referido, texturas com mais detalhe, e o uso de alguns filtros gráficos interessantes. O jogo tem um outro inimigo novo, para além dos já referidos Hunters, são uma raça diferente dos Antlions, e existe uma porção do jogo em que é jogada nos “ninhos” destes bichinhos, esses filtros gráficos são melhor notados nessa secção. Já o nível extra “Half Life 2: Lost Coast” me tinha parecido melhor graficamente, este Episode Two parece-me estar no mesmo patamar.

screenshot

2 hunters lá ao fundo. É melhor correr!

O voice-acting é igualmente bom, sem nada a acrescentar face aos outros jogos. O que é bom, não se mexe! As músicas vão surgindo em momentos de maior tensão e acabam por ser agradáveis, contudo para mim sempre foram o aspecto mais “descartável” na experiência Half-Life 2. Este “add-on” tal como o outro termina num importante cliffhanger na história, deixando-nos mais uma vez à espera da continuação. Seja ela o Episode Three já há muito prometido, ou até um Half Life 3 inteiramente novo, Gabe Newell, despache-se por favor.

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PC com as etiquetas . ligação permanente.

2 respostas a The Orange Box (PC) – Parte 3 – Half Life 2: Episode Two

  1. Este para mim foi bem melhor que o Episode 1. Só mesmo a aquela secção tipo survival horror em que ficamos completamente às escuras no Episode 1 é que compete. É verdade que o Episode 2 não trás muito de novo mas é das melhores campanhas que já joguei no Half-Life. No que toca a expansões stand-alone é muito bom.

    • cyberquake diz:

      Por acaso foi bem jogado por parte da Valve, lançar estas expansões num formato stand-alone. Agora resta-me os Portals, já estou no primeiro mas não o devo terminar tão cedo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.