Street Fighter Alpha Anthology (Sony Playstation 2)

No seguimento das análises aos SFA2 e SFA3 que publiquei recentemente, faz todo o sentido aproveitar o momento para uma rapidinha a esta muito interessante compilação para a PS2, que traz a trilogia e não só! Será portanto um artigo mais rápido, onde acabarei por me focar mais nos extras e também um pouco no Gem Fighter, um dos “extras” aqui incluído. O meu exemplar foi comprado em Junho de 2016, numa das minhas idas à Cash Converters de Alfragide, tendo-me custado 2.50€.

Jogo com caixa e manual

Ora esta compilação incide principalmente na trilogia Street Fighter Alpha, com uma versão practicamente arcade perfect do primeiro jogo, contendo o habitual modo arcade e versus, mas também um dramatic battle expandido (onde podemos escolher qualquer par de personagens) e um modo survival que creio que não vinha incluído tanto na versão original, como nas conversões para as consolas de 32bit que lhe seguiram. Segue-se mais uma excelente adaptação do Street Fighter Alpha 2, com os mesmos modos de jogo. Mas, desbloqueado logo de início, temos também a revisão Street Fighter Alpha 2 Gold, que é essencialmente uma conversão do Street Fighter Zero 2 Alpha (nomenclatura confusa como manda a lei) que havia saído originalmente nas arcades nipónicas. Estra revisão, para além de possuir os mesmos modos de jogo, inclui também uma série de personagens adicionais (nas suas versões EX, ou seja, inspiradas pelo Super Street Fighter II, mais a Cammy). É uma versão que inclui também alguns esperados rebalanceamentos e pequenas mudanças na jogabilidade, como a forma como os custom combos são agora despoletados.

O ecrã de selecção de jogo!

O Street Fighter Alpha 3 também não podia faltar, possuindo os mesmos modos de jogo que os restantes ou seja, perde-se o World Tour introduzido nas conversões para as consolas de 32bit. Mas temos também uma versão adicional, desbloqueável após terminarmos o modo arcade do SFA3. É uma revisão da versão SFA 3 Upper que, originalmente nas arcades, para além de alguns balanceamentos introduzia todas as personagens adicionais que foram incluídas nas versões Saturn e PS1. E antes de avançar para o Gem Fighter, convém também referir que há um outro jogo desbloqueável, o Hyper Street Fighter Alpha. Este é uma espécie de remix e mais voltado para os combates em versus para 2 jogadores, onde poderemos optar por escolher personagens e jogabilidade dos diferentes jogos desta saga. É um extra bastante interessante, de facto!

O Gem Fighters é um jogo divertido, bem humorado, e repleto de referências à Capcom nos seus cenários

Por fim, esta compilação traz logo desbloqueado de início, como já referi acima, o Gem Fighters, também conhecido como Pocket Fighters na sua versão PS1 que também foi lançada por cá na Europa. Estão a ver o Virtua Fighter Kids, onde jogamos com representações super deformed das personagens Virtua Fighter? É mais ou menos o mesmo conceito, mas num jogo de luta em 2D. Aliás, até diria que é uma espécie de sucessor espiritual do Super Puzzle Fighter II pois utiliza as mesmas sprites e há uma vez mais um certo foco em pedras preciosas coloridas, embora este seja um jogo de luta. E aqui temos uma série de personagens que podemos seleccionar, tanto do universo Street Fighter, como do Darkstalkers. A jogabilidade em si é bastante simplificada, com um botão para socos, outro para pontapés e um outro para os specials, embora naturalmente possamos (e devemos!) usar algumas combinações. À medida que os combates vão decorrendo vamos poder apanhar diversas pedras preciosas coloridas, que vão aumentando a barra do special respectiva à cor. Existem 3 níveis de specials e para além disso também vamos poder apanhar outros itens como comida que nos regenera a barra de vida, ou esferas elementais que podem ser atiradas aos nossos oponentes. É um joguinho muito cute e divertido, que gostaria um dia de vir a arranjar em formato standalone.

Portanto estamos aqui perante uma óptima compilação, com versões bastante sólidas dos 3 Street Fighter Alpha, mais uns quantos extras a ter em conta. É por lançamentos como este que gosto bastante do catálogo “retro” da Playstation 2!

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em Geral. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.