Deponia (PC)

Voltando aos jogos de aventura point and click, Deponia é um dos maiores cartões de visita da Daedalic, e com base nas imensas promoções que o jogo tem vindo a receber ao longo dos últimos anos, de facto é difícil resistir a comprá-lo e eventualmente jogá-lo. Acabei por finalmente o fazer e fiquei muito surpreendido pela sua qualidade. Este Deponia se não estou enganado foi comprado num dos Humble Bundles dedicados à Daedalic por um preço muito reduzido.

Deponia

E de que se trata este jogo? Basicamente encarnamos no papel de Rufus, um gajo mandrião, ainda a viver na casa da sua ex-namorada e cujo sonho é o de abandonar Kuvaq em Deponia e entrar em Elysium, a grande cidade suspensa nos céus. Aparentemente o mundo de Deponia está repleto de sucata e a civilização humana abandonou a superfície, com os mais influentes a viverem em Elysium e os mais desafortunados a ficarem à superfície. E o resto da história leva-nos em mais uma tentativa de “fuga” onde Rufus finalmente consegue escapar de Deponia mas vê-se no meio de uma conspiração envolvendo Goal, uma bonita andróide que cai para a superfície e Rufus decide voltar também para a salvar.

screenshot

Deponia está repleto de personagens carismáticas e o bom humor é uma constante

As mecânicas de jogo são o costume em aventuras point and click. Com o ponteiro do rato fazemos practicamente tudo: movemos Rufus ao longo dos cenários, falamos com pessoas, interagimos com objectos, apanhamos e combinamos itens no inventário e por aí fora, nada a comentar neste campo. O que devo comentar é mesmo o facto de ter adorado todas as personagens e a história em si. O final deixou mesmo a antever uma eventual sequela (que na realidade acabaram por sair mais duas) e o jogo está repleto de um bom sentido de humor, personagens bem carismáticas e bem, fiquei mesmo com vontade de instalar e jogar o Chaos on Deponia logo a seguir.

screenshot

Goal acaba por ser uma personagem muito importante no jogo

No que diz respeito aos audiovisuais, a Daedalic já nos habituou a excelentes gráficos 2D, com cenários extremamente detalhados e personagens com óptimas animações. E este Deponia não é uma excepção, os óptimos gráficos, aliados a um voice-acting bem competente contribuiram ainda mais para esta ser uma aventura muito agradável de ser vivida. Detalhes como o “bardo”  a tocar guitarra e cantar entre cada capítulo são coisas deliciosas e que acabam por fazer a diferença. As músicas ambiente também são bastante agradáveis.

screenshot

Como sempre, temos alguns puzzles para resolver

Este artigo é mais uma rapidinha pois infelizmente o tempo para jogar tem sido muito reduzido. De qualquer das formas já aqui falei sobre vários jogos da Daedalic e não haveria muito a acrescentar neste Deponia. Se são fãs do género, recomendo vivamente a sua compra, até porque este jogo em específico costuma ser vendido a preços muito reduzidos em alturas de promoções.

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PC com as etiquetas . ligação permanente.

Uma resposta a Deponia (PC)

  1. Pingback: Goodbye Deponia (PC) | GreenHillsZone

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.